outubro, 2011

O esforço inteligente.

Diariamente, milhares de profissionais de vendas começam o seu trabalho com um único propósito: aumentar as vendas. As táticas e estratégias são muito variadas, a forma e o conceito cada um tem o seu, mas basicamente o vendedor quer é vender mais e melhor.

Para isso acontecer, é necessário estudar, muito trabalho e parar de acreditar que apenas carisma e bom papo bastam para se ter sucesso em vendas. Sucesso em vendas é um conjunto de fatores. Destacamos dois conceitos que podemos aprimorar no nosso dia a dia e, melhorar os nossos resultados. São: aprendizado observacional e a prática individual.

Aprendizado observacional – é um dos métodos mais antigos de aprendizado. É quando aprendemos observando uma ou mais pessoas e analisando quais resultados esse comportamento produz no outro. Um exemplo são nossos pais, por serem grandes modelos e na fase da infância esse comportamento é predominante.

Agora, vejamos como podemos usar essa ferramenta.

Primeiro, tome muito cuidado ao escolher quem observar e usar como modelo. O mundo de hoje privilegia o prazer e nada mais distorcido do que o conceito de sucesso. Observar e tentar imitar o modelo errado só causa frustração, baixa autoestima e perda de tempo. Nessa fase, escolha pessoas que sirvam como modelos mentais, mas que tenham bons valores, sejam éticas e que suas conquistas tenham acontecido em ambiente e tempo histórico similares ao seu. Nada de devaneios e lembre-se de que existem pessoas que possuem dons únicos e impossíveis de se copiar.

O aprendizado observacional está longe de ser uma cópia do outro; existe um ditado popular que diz: “Inteligente é quem aprende com os próprios erros, sábio é quem aprende com os dos outros”. Tenha pessoas como modelos que agreguem valor à sua vida, que reforce os seus pontos fortes e, assim, extraia o que de melhor você pode produzir em próprio beneficio.

Prática individual – Preste atenção ao que você faz. Pode até parecer fácil, mas observar e tirar boas conclusões são tarefas complicadas que exigem muita análise e sensatez. Já imaginou conseguir colocar em prática o que de melhor o seu modelo lhe ensinou?

Pratique de forma consciente e nada de deixar ao acaso a tarefa de aumentar suas vendas. Fique atento ao que e quando mudar e se esforce para colocar em prática aquilo que você acredita. Fique longe do conflito de valores e preste muita atenção aos resultados que você produz. Autocrítica criteriosa, detalhada e por escrito só irá fazer bem à sua carreira.

As técnicas de observar e praticar não têm nada de novidade. O que desejamos neste artigo é ajudá-lo a perceber que é o seu esforço bem conduzido, inteligente e consciente que irá fazer toda a diferença. Não existem pessoas bem sucedidas que nunca fracassaram. Pessoas de sucesso aprendem com os próprios erros e com os dos outros.

Quantas vezes já ouvimos a frase: “Se não puder se destacar pelo talento, vença pelo esforço”?

Podemos garantir que talento sem esforço de nada vale e com muito esforço você irá aprimorar o seu talento. Tenha entusiasmo pelos motivos e coisas certas que todo o seu esforço valerá a pena! É observar, praticar e estudar!

Fonte: Liderança online

Adaptação: Camila Delfino

Você tem medo do tempo?

Um dia qualquer, escutei de um rapaz: “Eu gostaria de ser médico, mas tenho 28 anos e nem entrei na faculdade. Com os seis anos do curso mais dois de especialização, quando tudo estiver terminado, terei 36 anos!”. Em resposta, eu perguntei: “E se não estudar para ser médico, qual idade terá daqui a oito anos?”.

A questão é: as pessoas vivem intimidadas com o tempo que terão de despender para determinadas atividades, mas não se dão conta de que de qualquer forma o tempo passa, quer se empenhem na realização de alguma coisa ou não. Então, o tempo se vai e elas acabam não fazendo nada significativo, que possa fazer a diferença na vida delas. A cota é a mesma para todos. A diferença está na forma como os utilizamos.

Para ter um bom aproveitamento do tempo, é necessário estar envolvido na atividade a ser executada. Quando colocamos toda nossa energia no que estamos fazendo, somos mais produtivos e o tempo rende. A energia se transforma em produtividade quando nossos aspectos físico, mental, emocional e espiritual interagem sinergicamente. Nesse processo, um alimenta o outro e, como resultado, temos energia o bastante para ter tempo de sobra.

Se caso você estiver com a saúde física abalada, instabilidade emocional e um propósito maior do que a realização das tarefas do dia a dia, não conseguirá realizá-las, por mais que tenha tempo, faltará energia.

A quantidade de energia física (alta ou baixa) e a qualidade de energia emocional (negativa ou positiva) respondem diretamente pela forma como enfrentam tarefas diárias, independente do tempo. Uma pessoa revigorada pode realizar uma tarefa em dez minutos, enquanto a deprimida pode necessitar de dez horas e, ainda assim, não realizar.

Agora você já sabe que, quando falamos em tempo, estamos tratando também de energia. Assim fica fácil compreender os motivos da procrastinação, considerada a grande vilã em matéria de gerenciamento de tempo.

Em vez de procurar técnicas mirabolantes para combater a procrastinação, primeiramente, identifique os assuntos que você anda procrastinando e cuide da qualidade da sua energia emocional envolvida neles.

“O tipo de beleza que mais prezo é o mais difícil de atingir e vem de dentro da pessoa: força, coragem, dignidade”

Fonte: www.lideraonline.com.br

Adaptação: Camila Delfino

Mudar é a nossa única certeza.

Tudo muda exceto a própria mudança. (Heráclito)

Mudar é a única certeza que temos, seja o mundo ou nós, sempre estamos em transformação. O problema não é a mudança em si, mas como reagimos a ela, por isso a importância de uma boa autoestima.

Há exercício muito simples e poderoso de autoconhecimento que pode auxiliar a fortalecer a sua autoestima. Pegue uma folha em branco, faça duas linhas no meio, dividindo a folha em três partes; coloquem na parte superior os títulos nesta ordem qualidades, defeitos e como melhorar, com isso você visualizará as características psicológicas ou físicas que você gostaria de mudar.

A diferença entre as duas características é que nem sempre as físicas podem ser mudadas, mas as psicológicas são só questão de força de vontade e/ou programação mental. Reavalie seus objetivos.

Não adianta choramingar, o mundo não tem dó de ninguém. É você o responsável pela conquista do seu espaço. Ninguém está confinado em uma cela ou acorrentado á alguma pedra, são apenas amarras psicológicas que você criou e que estão te limitando, na realidade nós é que temos que declarar nossa própria alforria.

Esta viagem de incertezas que passamos se chama mudança, e são nestes momentos que nos sentimos desprotegidos. Mas em todo o processo evolutivo saímos mais fortes, preparados e confiantes para conquistar nossos objetivos.

Fonte: Portal dos administradores

Adaptação: Camila Delfino