Telefone: 13 3878-8400  |  E-mail: consultoria@creditoemercado.com.br

Consultoria em Investimentos

Mercado reduz estimativa da inflação para 2012

O Relatório de Mercado – Focus, divulgou pela quinta semana seguida os analistas do mercado financeiro reduziram a projeção para o crescimento da economia brasileira medida pelo PIB- Produto Interno Bruto em 2011, bem como a projeção para o crescimento da economia para 2012.

A estimativa para o crescimento da economia para 2011 recuou de 3,29% para 3,20%. Para 2012, a projeção dos analistas do mercado para a evolução do PIB continuou estável em 3,50%. As correções para o crescimento da economia brasileira foram iniciadas após a piora do cenário da crise financeira internacional, com o rebaixamento da nota dos Estados Unidos pela Standard & Poors.

Inflação e taxa de juros

Conforme os dados divulgados pelo Banco Central, a projeção dos analistas do mercado financeiro para a inflação deste ano ficou em 6,50%, logo, no teto de do sistema de metas de inflação.  A estimativa para o IPCA de 2012 caiu de 5,59% para 5,57%.

A estimativa para a projeção para a  taxa básica de juros da economia brasileira, hoje em 11,50% ao ano, deverá ser reduzida na reunião de novembro, conforme a expectativa dos analistas do mercado a Selic deve ser reduzida em 0,50 pontos base, caindo para 11,00% ao ano, encerrando 2011 neste patamar. Para 2012, a projeção dos analistas do mercado continuou em 10,50% ao ano, o que implica em uma nova redução ao longo do ano.

Taxa de câmbio

A estimativa dos economistas do mercado financeiro para a taxa de câmbio para 2011 seguiu em R$ 1,75 por dólar. Para  2012, a projeção do mercado para a taxa de câmbio ficou igualmente em R$ 1,75 por dólar.

Balanço de pagamentos e IED

A expectativa dos analistas do mercado financeiro para o saldo da balança comercial, exportações menos importações, para 2011 permaneceu estável em superávit de US$ 27 bilhões.

Para 2012, a projeção do mercado para o saldo da balança comercial foi elevado superávit de US$ 18,80 bilhões para US$ 18,90 bilhões.

Em relação aos IED – Investimentos Estrangeiros Diretos, a estimativa do mercado financeiro para o ingresso de 2011 ficou  em US$ 60 bilhões. Para 2012, a projeção de ingresso de investimentos no Brasil foi elevada de US$ 52 bilhões para US$ 53 bilhões.

Deixe um Comentário

Repetir o Post