Telefone: 13 3878-8400  |  E-mail: consultoria@creditoemercado.com.br

Consultoria em Investimentos

Mercado eleva projeção para o PIB em 2010

O Boletim Focus, publicado pelo Banco Central do Brasil na manhã desta segunda-feira (28), sinalizando a manutenção de um tom mais otimista por parte do mercado.

O mercado financeiro reduziu mais uma vez as projeções para a inflação oficial do Brasil. Em contrapartida elevou suas expectativas para o crescimento da economia do País para o ano de 2010.

Agora, era esperado pela maioria dos analistas, que o PIB (Produto Interno Bruto) apresente um crescimento de cerca de 7,13% e não mais 7,06% como o esperado na semana anterior. O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), índice que mede a inflação oficial do país, por sua vez, poderá encerrar 2010 apontando uma variação positiva da ordem de 5,55% dos preços. Na última avaliação a expectativa era de inflação de 5,61% ao final deste ano.

A projeção para a taxa básica de juros (Selic) para o final de 2010 foi mantida em 12,00% ao ano. A projeção para a taxa no fim de 2011 permaneceu em 11,75% ao ano.

Cambio e Balanço de Pagamentos

O mercado manteve a previsão para o dólar no fim de 2010. O preço da moeda norte-americana ao fim de 2010 permaneceu em R$ 1,80. Para 2011, a expectativa para a moeda americana foi elevada de R$ 1,89 para R$ 1,90. A expectativa de câmbio médio ao longo de 2010 ficou em R$ 1,81.

Os analistas alteraram as projeções para o déficit nas contas externas para o ano 2010. A expectativa para o déficit em conta corrente neste ano evoluiu de US$ 47,57 bilhões para US$ 47,78 bilhões. Para 2011, ao mercado espera que o déficit em conta corrente do balanço de pagamentos suba de US$ 57,99 bilhões para US$ 58 bilhões.

A estimativa de superávit comercial em 2010 creceu de US$ 15,10 bilhões para US$ 15,36 bilhões. Para 2011, a estimativa para o saldo da balança comercial subiu de US$ 6 bilhões para US$ 7 bilhões.

Os analistas conservaram a expectativa de ingresso de Investimento Estrangeiro Direto (IED) em 2010 em US$ 35,00 bilhões. Para 2011, a estimativa para o IED permaneceu em US$ 40 bilhões.

Produção Industrial

Depois sucessivas elevações, as estimativas para a produção industrial brasileira foram conservadas na semana passada, mas voltaram a subir no Boletim Focus divulgado na edição de 28 de junho. A perspectiva é de alta de 11,94% em 2010 e ante 11,32% esperado anteriormente. Para 2011, a expectativa é mantida em 5%. 

Deixe um Comentário

Repetir o Post