Telefone: 13 3878-8400  |  E-mail: consultoria@creditoemercado.com.br

Consultoria em Investimentos

Mercado projeta inflação maior e PIB menor para 2011

Os analistas do mercado financeiro alteraram a projeção da inflação medida pelo IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo para 2011. A expectativa para o índice de inflação oficial do governo para 2011 foi elevada de 5,82% para 5,88%, em um nível ainda mais bem acima do centro da meta de inflação, que é de 4,50% este ano. A meta tem margem de tolerância de dois pontos porcentuais para cima ou para baixo.

Com este é a segunda elevação seguida da estimativa de inflação deste ano. Para o ano de 2012, a estimativa dos analistas do mercado para o IPCA permaneceu estável em 4,80%.

Taxa de juros

A expectativa dos economistas do mercado financeiro é elevação da taxa básica de juros para 12,25% ao ano na reunião do COPOM – Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central que acontece em abril. Até o fim do ano, a projeção do mercado financeiro é de um novo aumento uma vez que  a expectativa do mercado financeiro é de que a taxa encerre 2011 em 12,50% ao ano. Para 2012, a estimativa do mercado para a taxa de juros básicos da economia ficou em 11,25% ao ano. Isso significa dizer que  mercado projeta queda dos juros no próximo ano.

PIB e Taxa de câmbio

O mercado financeiro encurtou a projeção de crescimento do PIB – Produto Interno Bruto para 2011, de 4,10% para 4,03%, conforme o Relatório de Mercado – Focus, divulgado hoje, 21/03, pelo Banco Central. Para o 2012, a expectativa para o crescimento da economia recuou de 4,45% para 4,40%.

A projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio ao final de 2011 continuou firme em R$ 1,70 por dólar. Para o encerramento de 2012, a estimativa do mercado financeiro para a taxa de câmbio permaneceu inalterada em R$ 1,75 por dólar.

A estimativa para o crescimento da produção industrial em 2011 passou de 4,10% para 4,00%. Para 2012, a projeção para a expansão da indústria subiu de 4,50% para 4,70%.

Balanço de pagamentos e IDE

A estimativa dos analistas do mercado financeiro para o saldo da balança comercial, exportações menos importações, para  2011 subiu de um superávit de US$ 15 bilhões contra US$ 13,5 bilhões na semana passada.

Para 2012, a projeção dos economistas para o saldo da balança comercial subiu de um superávit de US$ 8 bilhões para US$ 8,3 bilhões.

Em relação aos IED – Investimentos Estrangeiros Diretos, a estimativa do mercado para o ingresso recursos estrangeiros em 2011 subiu de US$ 42 bilhões para US$ 42,5 bilhões. Para 2012, a expectativa de ingresso de investimentos no Brasil subiu de US$ 43 bilhões para US$ 44 bilhões.

Deixe um Comentário

Repetir o Post