Telefone: 13 3878-8400  |  E-mail: consultoria@creditoemercado.com.br

Consultoria em Investimentos

Mercado financeiro espera aumento de juros para esta semana

A edição do relatório de mercado – Focus, divulgada na manhã desta segunda-feira, 17/01 mostra que a expectativa dos analistas do mercado financeiro é de que o Banco Central elevará a taxa básica de juros da economia brasileira, Selic, hoje em 10,75% ao ano, para 11,25% ao ano na próxima quarta-feira, 19/01, ao encerramento do segundo dia da primeira reunião do Copom – Comitê de Política Monetária de 2011.

Desde o inicio de novembro o mercado já tinha a expectativa de que o Copom iniciaria o ciclo de aperto monetário já a partir de janeiro deste ano, na primeira reunião do Copom comandada por Alexandre Tombini,  porém com a divulgação do relatório de inflação do quarto trimestre de 2010, esta expectativa se consolidou.

Na época, Carlos Hamilton Araujo, diretor de Política Econômica, declarou que o aumento da pressão inflacionária esperada pelo Banco Central implicaria na “necessidade de implementação no curto prazo de ajustes  na taxa básica de juros”

Mais aumentos em 2011

Os analistas do mercado financeiro esperam que o aumento de juros que certamente ocorrerá na primeira reunião do Copom deste ano será apenas o primeiro de uma série, com o objetivo de refrear o aumento do índice de inflação. Na visão dos economistas do mercado consultados, os juros deverão subir 11,75% ao ano em março e para 12,25% ao ano em abril – limite esperado para o fechamento de 2011. Logo, 1,5 pontos percentuais acima da taxa de fechamento de 2010, 10,75% ao ano.

Inflação
O mercado financeiro aumentou novamente, na semana passada, a sua projeção para o IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo de 2011, que subiu de 5,34% para 5,42%. Com esta foi a sexta semana consecutiva de elevação da projeção da inflação para 2011. Para 2012, o mercado projeta que i IPCA se manterá estável em 4,5%.

PIB e taxa de câmbio

Os analistas do mercado financeiro mantiveram a projeção para o crescimento do PIB – Produto Interno Bruto para 2011 em 4,5%. Para 2012, a estimativa do mercado para o crescimento da economia brasileira ficou inalterada igualmente em 4,5%.

A projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio ao final de 2011 se manteve em R$ 1,75 por dólar. Para o encerramento de 2012, a expectativa do mercado financeiro para a taxa de câmbio continuou em R$ 1,80 por dólar.

Balança de pagamentos

A estimativa do mercado financeiro para o saldo da balança comercial, exportações menos importações, para 2011 foi elevada de US$ 8,75 bilhões para US$ 9 bilhões na semana passada.

Para 2012, a expectativa dos analistas do mercado para o saldo da balança comercial subiu de US$ 5 bilhões para US$ 5,1 bilhões.

Em relação aos investimentos estrangeiros diretos, o mercado projeta estabilidade, em US$ 40 bilhões,  para o ingresso recursos em 2011. Para 2012, a expectativa de ingresso de investimentos no Brasil caiu de US$ 42 bilhões para US$ 41 bilhões.

Deixe um Comentário

Repetir o Post