Telefone: 13 3878-8400  |  E-mail: consultoria@creditoemercado.com.br

Consultoria em Investimentos

Mercado reduz projeção para PIB em 2012

O Relatório de Mercado – Focus, divulgado pelo Banco central do Brasil, divulgado hoje, 11/06, mostra que pela os economistas das instituições financeiras reduziram pela 5ª vez consecutiva, a sua estimativa para o crescimento da economia  medido pelo PIB – Produto Interno Bruto para 2012.

O mercado reduziu de 2,72% para 2,53% a estimativa para o crescimento da economia brasileira neste ano, o que reflete, caso se confirme, a desaceleração da economia em relação ao ano passado.

A expectativa dos agentes do mercado financeiro para o índice oficial de inflação medido pelo IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo caiu de 5,15% para 5,03%. Para 2013, a projeção continuou em 5,60%. Com a divulgação do IPCA de maio, abaixo da expectativa, os analistas dos bancos reduziram a sua projeção. Com a divulgação do IPCA pelo IBGE no dia, 06/06, índice apresentou variação de 0,36% em maio, contra 0,64% de abri.

Inflação de curto prazo.

Em relação a inflação de curto prazo, o mercado financeiro reduziu a sua estimativa para o IPCA de junho, de 0,25% para 0,23%. Para o índice de inflação oficial do governo, para o mês de julho, os analistas dos bancos mantiveram inalterada sua estimativa em 0,20%.

Taxa de juros e cambio

Na última reunião o Copom, no final de maio, reduziu a Selic de 9% para 8,5% ao ano. Com isso a estimativa dos analistas do mercado financeiro ficou em 8% ao ano para 2012. Com Isso o mercado estima um novo corte de 0,5 ponto percentual na reunião que acontece nos dias 10 e 11 de. Para 2013, entretanto, a estimativa cedeu de 9,38% para 9% ao ano. Isso significa que o mercado projeta uma elevação 1,0 ponto percentual para o próximo ano.

A estimativa do mercado financeiro para a taxa de câmbio em 2012 ficou em R$ 1,90 por dólar. Para 2013, a projeção foi elevada de R$ 1,87 para R$ 1,88 por dólar.

Balanço de pagamentos e IED

Os analistas do mercado financeiro mantiveram inalteradas as projeções para o saldo positivo a balança comercial brasileira em 2012, com isso a projeção ficou em US$ 20 bilhões. Para 2013, a projeção do mercado para o superávit da balança comercial permaneceu em US$ 15 bilhões.

Para 2012, a estimativa para o ingresso dos IED – Investimento Estrangeiro Direto no Brasil subiu de US$ 55,05 para 55,10% bilhões. Para 2013, a projeção dos economistas dos bancos para o ingresso de investimentos estrangeiros diretos foi elevado dos US$ 59 bilhões para US$ 59,4 bilhões.

Deixe um Comentário

Repetir o Post