Telefone: 13 3878-8400  |  E-mail: consultoria@creditoemercado.com.br

Consultoria em Investimentos

Relatório de inflação projeta inflação maior para 2013.

A divulgação do Relatório Trimestral de Inflação por parte do Banco Central nesta quinta-feira, 29/03, repercutiu no mercado de juros futuros que encerraram o dia em rumos opostos. A parte mais curta da curva de juros apresentando queda e ligeira alta nos vencimentos mais longos.

A informação divulgada pela autoridade monetária, projeta 4,4% para o índice oficial de inflação em 2012 e 4,9% já no o primeiro trimestre de 2013, subindo para 5,0% e 5,2% nos próximos trimestres.

A projeção para o crescimento da economia brasileira projetada pelo Banco Central informada no relatório de inflação para este ano é de 3,5% e a meta para a taxa Selic para o primeiro trimestre ficou em 9,75% ao ano. Entretanto, a estimativa para a taxa básica de juros para o encerramento do ano recuou de 9,50% ao ano para 9,00% ao ano, para 2013 a projeção recuou de 10,35% para 10,00% ao ano, em linha com a projeção dos analistas do mercado financeiro divulgada através do Relatório de Mercado – Focus, divulgado nesta segunda-feira, 26/03.

A elevação das projeções para o índice de inflação de 2013 evidencia a possibilidade da utilização de medidas macroprudenciais a partir do segundo semestre deste ano e, bem como no decorrer do próximo ano. Observamos que a possibilidade da utilização de tais medidas é grande e devem ser acompanhadas pela elevação da Selic, porém a intenção de manter os juros reais em um patamar baixo limita a utilização desta medida.

Hoje, a FGV – Fundação Getulio Vargas divulgou o IGP-M – Índice Geral de Preços – Mercado, que ficou em 0,43% em março contra uma deflação no mês anterior. Assim o índice de inflação do mercado marcou uma alta de 0,49 ponto percentual em relação a fevereiro.

Deixe um Comentário

Repetir o Post