Telefone: 13 3878-8400  |  E-mail: consultoria@creditoemercado.com.br

Consultoria em Investimentos

Mercado reduz projeção para juros, mas eleva para inflação.

O Relatório de Mercado – Focus divulgado hoje, 12/03, pelo Banco Central mostra que com a decisão do Copom – Comitê de Política Monetária em sua última reunião, de aumentar o ritmo de flexibilização da politica monetária, quando reduziu os juros de 10,50% para 9,75% ao ano, os analistas dos bancos reduziram a sua projeção para a taxa básica de juros em 2012 e também para o próximo ano.

A percepção dos analistas das instituições financeiras foi alterada após a decisão do Copom em acelerar o ritmo da redução dos juros. Com isso o Boletim Focus divulgado hoje, revela que o mercado financeiro reduziu a sua projeção para a taxa de juros básica da economia, Selic, para 2012 de 9,50% para 9% ao ano. Para 2013, a estimativa do mercado financeiro para a taxa básica de juros da economia recuou de 10,50% para 10% ao ano. Logo, os analistas do mercado projetam corte maior dos juros 2012 e uma redução no ritmo de elevação no próximo ano.

Inflação

A partir da redução dos juros pelos Copom, os economistas do mercado financeiro elevou a sua estimativa o IPCA –  Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo de 2012 de 5,24% para 5,27%. Para o próximo ano, a projeção do mercado financeiro para o  índice oficial de inflação do governo subiu  pela quarta semana seguida, passando de 5,20% para 5,50%.

Na avaliação da autoridade monetária, expressa por seu presidente, Alexandre Tombini, o IPCA deve ficar “ao redor” da meta de 4,50% tanto em 2012 quanto no próximo ano.

Inflação de curto prazo

Os analistas do mercado financeiro mantiveram em 0,45% a sua estimativa para a inflação medida pelo IPCA no mês de março. Entretanto elevaram de 0,49% para 0,50% a expectativa em relação a inflação de abril, reflexo da flexibilização da politica monetária do governo.

Cambio

A estimativa dos analistas das instituições financeiras para a taxa de câmbio em 2012 permaneceu em R$ 1,75 por dólar. Para 2013, a projeção ficou em R$ 1,75 por dólar.

PIB

A estimativa do mercado financeiro para o crescimento da economia brasileira medida pelo PIB – Produto Interno Bruto em 2012 permaneceu em 3,30%. Já para 2013, a projeção de crescimento da econômica subiu de 4,15% para 4,20%.

Balança comercial

Na avaliação do mercado financeiro, o saldo da balança comercial (exportações menos importações) para 2012 deve permanecer inalterado, ou seja, superávit de US$ 19 bilhões.

Para 2013, a projeção dos analistas dos bancos para o saldo da balança comercial brasileira ficou igualmente inalterada em US$ 15 bilhões.

Para 2012, a estimativa de ingresso de IED – Investimentos Estrangeiros Diretos no Brasil ficou em US$ 55 bilhões. Para 2013, a projeção dos analista economistas dos bancos para a entrada de investimentos estrangeiros diretos foi elevada de US$ 57,7 bilhões para US$ 58,3 bilhões.

Deixe um Comentário

Repetir o Post