Telefone: 13 3878-8400  |  E-mail: consultoria@creditoemercado.com.br

Consultoria em InvestimentosConsultoria em Investimentos

março 11th, 2020

NOVIDADES PARA NOSSOS CLIENTES

Ao longo dos mais de 10 anos de nossa atuação junto aos Regimes Próprios, pudemos acompanhar e contribuir de forma ativa para seu crescimento e amadurecimento na matéria sobre o mercado financeiro.

Cada vez mais é possível identificar conselhos, comitês e demais colegiados, com um comportamento e visão muito mais técnica e seletiva.

O caminho da busca de qualificação pessoal, seguiu junto com o caminho das mudanças de cenário econômico. Não existe mais espaço para se debater conceitos de diversificação de carteira, já é senso comum sua importância para solvência das carteiras.

Alinhado a todo esse contexto efetuamos uma alteração em nossa página de comparativos de fundos.

Tal modelo foi embasado no modelo de classificação de Fundos desenvolvido pela ANBIMA, contando com algumas adaptações a fim de adequar-se de forma mais eficiente à realidade da carteira de investimentos do RPPS.

Isso irá permitir uma melhor comparação e qualificação dos investimentos e suas estratégias, obviamente sem tirar a total necessidade de um processo de análise mais profundo.

Durante as próximas semanas, iremos publicar aqui no Blog, maiores informações sobre cada classe. Fique atento e acompanhe!

Conheça mais sobre fundos Multimercado

FI Multimercado

Alocação: Trata-se dos fundos multimercados que buscam retorno de longo prazo por meio de investimento em diversas classes de ativos (renda fixa, ações, câmbio etc.), podendo ser subdivididos em balanceados ou dinâmicos. Fundos de alocação balanceados possuem estratégia de alocação pré-determinada, devendo especificar o mix de investimentos nas diversas classes de ativos, incluindo deslocamentos táticos e/ou políticas de balanceamento explícitas, enquanto que os Fundos de alocação dinâmicos não possuem essa obrigação de pré-determinar uma exposição por classe de ativos. Para RPPS todos os Fundos Multimercados Alocação serão classificados juntos, desconsiderando a subdivisão exposta acima.

Macro: Trata-se de uma subdivisão feita dentro dos Fundos Multimercados Estratégia. Os FIM’s definidos como Macro deverão realizar operações em diversas classes de ativos (renda fixa, renda variável, câmbio etc), com estratégias de investimento baseadas em cenários macroeconômicos de médio e longo prazos.

Long and Short: Trata-se da união das subdivisões Long and Short Direcional e Long and Short Neutro, feita dentro dos Fundos Multimercados Estratégia. Os FIM’s definidos como Long and Short fazem operações de ativos e derivativos ligados ao mercado de renda variável, montando posições compradas e vendidas, o resultado deve ser proveniente, preponderantemente, da diferença entre essas posições.

Conservador: Trata-se de uma parcela dos Fundos Multimercados considerados como Estratégia Livre. São FIM’s sem compromisso de concentração em alguma estratégia específica cujo o desvio-padrão anualizado de sua rentabilidade diária dos últimos 36 meses não tenha ultrapassado os 3,0%.

Moderado: Trata-se de uma parcela dos Fundos Multimercados considerados como Estratégia Livre. São FIM’s sem compromisso de concentração em alguma estratégia específica cujo o desvio-padrão anualizado de sua rentabilidade diária dos últimos 36 meses esteja acima de 3,0%.

Outras Estratégias: Trata-se da unificação das subdivisões dos Fundos Multimercados Estratégias menos utilizadas pelos RPPS, listadas abaixo.

Capital Protegido: São fundos que buscam retornos em mercados de risco procurando proteger, parcial ou totalmente, o principal investido.

Juros e Moeda: São fundos que buscam retorno no longo prazo via investimentos em ativos de renda fixa, admitindo-se estratégias que impliquem risco de juros, risco de índice de preço e risco de moeda estrangeira.

Trading: Fundos que realizam operações em diversas classes de ativos (renda fixa, renda variável, câmbio etc.), explorando oportunidades de ganhos a partir de movimentos de curto prazo nos preços dos ativos.

Crédito Privado: Trata-se dos Fundos Multimercados que possuam definidas em regulamento uma exposição majoritária em ativos de crédito privado.

Exterior: Trata-se de fundos que investem em ativos financeiros no exterior em parcela superior a 40% do patrimônio líquido. Foi adicionado a essa classificação todos os FIM’s definidos como Estratégias Específicas, dado que os FIM’s com essa classificação utilizados pelos RPPS possuem estratégias relacionadas a investimentos no exterior.

FI Ações

Indexado: Trata-se de Fundos que tem como objetivo replicar as variações de indicadores de referência do mercado de renda variável. Incluem-se a essa classe todos os Fundos de Índice de Renda Variável

Índice Ativo: Trata-se de Fundos que tem como objetivo superar o índice de referência do mercado acionário. Estes fundos se utilizam de deslocamentos táticos em relação à carteira de referência para atingir seu objetivo.

Dividendos: Trata-se de Fundos que investem em ações de empresas com histórico de dividend yield (renda gerada por dividendos) consistente ou que, na visão do gestor, apresentem essas perspectivas.

Small / Mid Caps: Trata-se de Fundos cuja carteira é composta por, no mínimo, 85% em ações de empresas que não estejam incluídas entre as 10 maiores participações do IBrX – Índice Brasil, ou seja, ações de empresas com relativamente baixa e média capitalização de mercado.

Livre: Trata-se de Fundos sem o compromisso de concentração em uma estratégia específica.

Valor: Trata-se de Fundos que buscam retorno por meio da seleção de empresas cujo valor das ações negociadas esteja abaixo do “preço justo” estimado (estratégia valor) e/ou aquelas com histórico e/ou perspectiva de continuar com forte crescimento de lucros, receitas e fluxos de caixa em relação ao mercado (estratégia de crescimento). Incluem-se nessa estratégia todos os Fundos que expressem em sua nomenclatura a estratégia Valor.

Setoriais: Trata-se de Fundos que investem em empresas pertencentes a um mesmo setor ou conjunto de setores afins da economia. Incluem-se nessa classe os FIA’s que adquiram ações de apenas uma única empresa (Mono Ação) e os Fundos que investem em empresas que apresentam bons níveis de governança corporativa, ou que se destacam em responsabilidade social e sustentabilidade empresarial no longo prazo (Sustentabilidade / Governança)

Exterior: Trata-se de Fundos que investem em ativos financeiros no exterior em parcela superior a 40% do patrimônio líquido. Incluem-se os FIA’s que adquiram de forma majoritária BDR’s ou que possuam o índice BDRX como referência.