Telefone: 13 3878-8400  |  E-mail: consultoria@creditoemercado.com.br

Consultoria em Investimentos

julho 9th, 2013

Por dentro dos fundos imobiliários

O site Infomoney traz artigo que esclarece os principais pontos dos fundos imobiliários que investem em agencias bancárias.

A expansão da rede de agências bancárias também cria boas oportunidades para os FIIs Você é daqueles que nem pisa mais em agências de banco? Em 2012 39% das transações bancárias foram feitas via internet, celular ou tablet. Apesar disso as agências continuam abarrotadas de clientes e os bancos seguem expandindo a rede de atendimento, especialmente nas regiões norte e nordeste do país e, para tanto, demandam imóveis bens localizados para instalar as agências. Eis mais uma oportunidade de negócio para os FII.

Já existem 5 fundos que alugam ou vão alugar agências para os bancos Santander, Banrisul, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Alguns já estão funcionando plenamente enquanto outros ainda estão construindo ou reformando os imóveis que serão ocupados pelos bancos.

O que esperar de um FII que invista em agências bancárias.

Os fundos que estão construindo ou reformando agências ainda são pré-operacionais, os rendimentos são irregulares ou inexistentes e crescerão a medida que os imóveis sejam entregues aos locatários e passem a gerar renda.

Os fundos que estão com todos os imóveis prontos e locados distribuem rendimentos regulares e previsíveis, pois são celebrados contratos de locação de “construção ajustada”, com prazo de 10 anos, o valor do aluguel é reajustado anualmente por um índice de preços como IPCA ou IGP-M e não é permitida a revisão do valor do aluguel. Caso o locatário queira encerrar um contrato antes do fim terá que pagar multa equivalente a todos os aluguéis vincendos, ou seja, se no terceiro ano um banco quiser devolver uma agência ao fundo, terá que pagar à vista os alugueis dos sete anos que restariam até o término do contrato.

Riscos e vantagens

Os fundos operacionais oferecem menos risco, pois a possibilidade de um banco de grande porte atrasar o pagamento dos aluguéis é baixa e a multa contratual garante que os rendimentos continuem sendo pagos mesmo que os imóveis fiquem vagos.

Uma característica é ambígua: como não é permitida a revisão do valor principal do aluguel, com o passar dos anos, o preço pode ficar defasado face aos praticados no mercado, ou ainda, muito acima da média.

Quem investe nos fundos pré-operacionais está correndo todo o risco de execução das obras, que podem atrasar, custar mais caro do que o planejado ou até, em casos mais extremos, serem embargadas.

O que impacta preços

Como os rendimentos são estáveis, os movimentos da taxa Selic podem influenciar fortemente o preço das cotas. Em caso de alta da taxa Selic as cotas tendem a cair e vice-versa.

Mas o Banco Central aumenta a Selic principalmente quando a inflação está alta e os contratos de aluguel são reajustados pelos índices de inflação, portanto o impacto da Selic não deve ser inteiramente descontado no preço das cotas.

Fique de olho

Os contratos de aluguel costumam ter cláusulas bem específicas, leia sempre o prospecto do fundo para conhecer todos os detalhes. Acompanhe também os relatórios do administrador sobre o andamento das obras e previsão de início de geração de renda dos imóveis.

Titulo: Cansado das tarifas? Cobre aluguel

Fonte primária da informação: Portal Infomoney