Telefone: 13 3878-8400  |  E-mail: consultoria@creditoemercado.com.br

Consultoria em InvestimentosConsultoria em Investimentos

junho 7th, 2011

Mercado espera redução da inflação em 2011

O relatório de mercado, também conhecido como Focus, divulgado hoje 06/06, mostra que os analistas do mercado financeiro reduziram, mais uma vez, a estimativa para a inflação em 2011. O relatório Focus, destaca que a estimativa para variação do IPCA em 2011 recuou de 6,23% para 6,22%, em um patamar ainda distante do centro da meta de inflação, que é de 4,50%.

O mercado financeiro manteve a projeção para a inflação em 2012 em 5,10%. Em relação à inflação de curto, os economistas do mercado mantiveram em 0,48% a previsão para o IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo de maio de 2011. Para junho, a taxa de inflação esperada, também apresentou ligeiro recuo, passando de 0,11% para 0,10%.

PIB

De acordo com o Relatório Focus, os analistas do mercado financeiro mantiveram a estimativa para o crescimento da economia medido pelo PIB- Produto Interno Bruto em 2011, em 4,00%. Para o 2012 a projeção para o crescimento da economia caiu de 4,20% para 4,10%. Já a estimativa para o crescimento da produção industrial em 2011 recuou de 3,73% para 3,50%. Para o próximo ano, o mercado espera um recuo da expansão da indústria de 4,60% para 4,55%.

Cambio e Taxa de juros

Os analistas do mercado financeiro mantiveram a projeção para a Selic para 2011, em 12,50% ao ano. Hoje, a taxa está fixada em 12,00% ao ano. A estimativa para a Selic ao fim de 2012 permanece em 12,25% ao ano.

Em relação a taxa de cambio, os economistas do mercado,  esperaram que o dólar termine 2011 em R$ 1,61, a mesma expectativa mostrada na semana anterior. A estimativa para a taxa de câmbio média ao longo de 2011 permaneceu R$ 1,61. Para 2012, a projeção para o câmbio continuou em R$ 1,70.

Balanço de pagamentos e IED

Os economistas do mercado financeiro conservaram a estimativa o saldo nas contas externas em 2011. A projeção para um déficit em conta corrente em 2011 da ordem de US$ 60,00 bilhões. Para 2012, o déficit em conta corrente do balanço de pagamentos esperado é de US$ 70,00 bilhões.

O mercado financeiro manteve a  estimativa para o saldo da balança comercial para 2011 em US$ 20,00 bilhões de superávit. Já para 2012, a projeção o superávit da balança comercial cresceu de US$ 10,00 bilhões para US$ 10,10 bilhões. Os economistas do mercado financeiro mantiveram a projeção para o de ingresso de IED – Investimento Estrangeiro Direto em 2011, em US$ 50 bilhões. Para 2012, a estimativa permaneceu em US$ 45,00 bilhões.