Telefone: 13 3878-8400  |  E-mail: consultoria@creditoemercado.com.br

Consultoria em Investimentos

abril 11th, 2011

FOCUS – Mercado eleva pela quinta semana seguida estimativa de inflação de 2011

O Relatório de Mercado – Focus divulgado hoje, 11/04, mostra que os economistas do mercado financeiro elevaram a sua estimativa para o IPCA -Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo para 2011 de 6,02% na semana passada para  6,26% nesta semana.

Com este é o quinto aumento consecutivo da estimativa de inflação para este ano. Já para 2012, o mercado manteve a projeção do IPCA em 5%.

Para que possa analisar as conseqüências e importância desta projeção é preciso entender que no Brasil, o controle da economia é baseado no sistema de metas de inflação, pelo qual o Banco Central deve calibrar a taxa de juro para atingir os objetivos pré-estabelecidos. Tanto para 2011 quanto para 2012, a meta central de inflação estabelecida é de 4,5%, com margem de tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. De modo que, o IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo pode variar entre 2,5% e 6,5% sem que a meta seja formalmente descumprida.

Taxa de juros
Os analistas do mercado financeiro mantiveram inalterada em 12,25% ao ano a sua projeção para a taxa básica de juros para o final de 2011, o que leva a supor um aumento de 0,5 ponto percentual na Selic até o final do ano. Na avaliação do mercado financeiro é que este o aumento ocorra na próxima reunião do COPOM – Comitê de Política Monetária nos dias 19 e 20 de abril. Atualmente, a taxa básica está em 11,75%  ao ano. Para o encerramento de 2012, a expectativa dos analistas do mercado para a taxa básica de juros da economia subiu de 11,25% para 11,50% ao ano. Mesmo com esta elevação de expectativa isto significa que o mercado espera queda dos juros no próximo ano que vem, ainda que em menor magnitude.

PIB e câmbio
Os economistas do mercado financeiro mantiveram, a sua projeção para o crescimento da economia brasileira em 2011, em 4%. Entretanto para 2012, a estimativa do mercado para o crescimento do PIB  caiu de 4,30% para 4,24%.

Já a, a estimativa do mercado financeiro para a taxa de câmbio ao final de 2011 recuou de R$ 1,70 para R$1,68 por dólar. Para 2012, a expectativa do mercado para a taxa de câmbio caiu de R$ 1,75 para R$ 1,72 por dólar.

Balanço de Pagamentos e IED

Na avaliação dos analistas do mercado financeiro a balança comercial, exportações menos importações, deverá apresentar superávit em 2011, o mercado estima elevação no saldo da balança de US$ 16,1 bilhões para US$ 17 bilhões.

Para o próximo ano, a expectativa do mercado financeiro para o saldo da balança comercial recuou de um superávit de US$ 10 bilhões para US$ 9,9 bilhões.

Em relação aos IED – Investimentos Estrangeiros Diretos, a expectativa do mercado para o ingresso de 2011 foi elevada de US$ 44 bilhões para US$ 45 bilhões. Para 2012, a estimativa de entrada de investimentos no Brasil subiu de US$ 43,85 bilhões para US$ 44,85 bilhões.