Telefone: 13 3878-8400  |  E-mail: consultoria@creditoemercado.com.br

Consultoria em InvestimentosConsultoria em Investimentos

fevereiro 23rd, 2011

Mercado eleva pela 11ª semana estimativa de inflação para 2011 e 2012

Os analistas mercado financeiro, consultados pelo Banco Central, voltaram a elevar, a sua estimativa para o IPCA –  Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo de 2011, que subiu de 5,75% para 5,79%. A informação consta do Relatório de Mercado – Focus,  divulgado nesta  segunda-feira, 21/02 pelo o Banco Central.

Com esta é a décima primeira semana consecutiva de aumento da expectativa de inflação para 2011. A estimativa para 2012, para o IPCA também foi elevada de 4,70% para 4,78% , com esta é a segunda semana seguida de elevação.

Juros
No intuito de conter o avanço dos índices de inflação, o Banco Central, através do COPOM elevou a taxa básica de juros da economia, Selic, no inicio deste ano, na ocasião a de juros subiu de 10,75% para 11,25% ao ano. E a projeção dos analistas do mercado financeiro é de que ocorram outras elevações ao longo do ano.

O mercado financeiro conservou a estimativa de que a taxa Selic será elevada para 11,75% ao ano na reunião do Copom que ocorre nos dias 1 e 2 de março e que ao final de 2011 a taxa deverá ficar em 12,50% ao ano. Para  2012, a projeção dos analistas do mercado para a taxa básica da economia é de estabilidade, a taxa deve encerrar o ano  em 11,25% ao ano. O que significa dizer que o mercado financeiro projeta queda dos juros básicos em 2012.

PIB e Dólar

Para os analistas do mercado financeiro o PIB – Produto Interno Bruto deve encerrar 2011 em 4,5%. A projeção para 2012, para o crescimento da economia brasileira permaneceu em 4,5%.

A estimativa dos analistas do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2011 cedeu de R$ 1,72 para R$ 1,70. Para o encerramento de 2012, a projeção dos analistas para a taxa de câmbio continuar a ser de R$ 1,80 por dólar.

Balanço de Pagamentos
Na projeção dos analistas do mercado financeiro a balança comercial que contempla a diferença entre exportações e importações de superávit em 2011, com elevação de US$ 10 bilhões para US$ 11,45 bilhões no final do ano.

Para 2012, a estimativa do mercado financeiro é também de queda de US$ 7,35 bilhões para US$ 7,1 bilhões do superávit do saldo da balança comercial..

Em relação aos IDE – Investimentos Estrangeiros Diretos, o mercado projeta alta no  ingresso de recursos em 2011 de US$ 40 bilhões para US$ 42 bilhões. Em  2012, a projeção de entrada de recursos no Brasil subiu de US$ 42,37 bilhões para US$ 42,69 bilhões.